VOCÊ S/A – organizando seu ano fiscal

VOCÊ S/A – organizando seu ano fiscal

A intensificação da crise política-econômica brasileira e escândalos de corrupção, do ano de 2014 para cá, afetou e muito o mercado de trabalho, deixando como marca uma crescente taxa de desemprego. A partir deste cenário, muitos profissionais se depararam com a necessidade de deixar seus postos de trabalho de até então e buscar novas e diferentes oportunidades. Sobreviver, manter uma condição mínima de existência para si mesmo e sua família, manter as contas em dia e permanecer ativo no marcado passaram a ser os grandes desafios no dia a dia de muitos brasileiros.

Mas é fato que muitas pessoas também viram neste momento uma oportunidade para repensar suas carreiras, vivenciar novas formas de trabalho e experimentar alçar novos vôos como autônomo, empreendedor individual ou como PJ. Viram estas outras formas de prestar serviço e continuarem ativos no mercado como uma alternativa muito interessante para ressignificar e reconfigurar suas carreiras. E isso veio de encontro com necessidades de redução de custos e de folha de muitas empresas que já estavam no mercado, e que também viram na contratação de prestadores de serviço, através do regime MEI, Simples Nacional ou outro perfil tributário PJ, muitas vantagens.

Como mais um ano está iniciando, resolvi deixar aqui 10 dicas para você organizar seu ano fiscal. São dicas para quem já se tornou uma PJ, ou está sem saber por onde recomeçar, ou para quem é CLT e ainda está pensando ou mesmo inseguro se vale a pena mudar de regime contratual e arriscar novos vôos de carreira:

  • MAESTRIA: primeiramente reconheça seus DONS e TALENTOS, o que você sabe fazer de melhor, seja prestar um serviço, seja fazer ou revender um produto.
  • PROPÓSITO: reflita e tenha clareza sobre qual seu papel no mundo, que tipo de contribuição / legado / benefício / transformação / soluções você pode agregar no mundo, especialmente na comunidade e para as pessoas que lhe rodeiam. Isto será decisivo para alinhar toda a sua jornada pessoal, profissional e fazer seu negócio ser um REFLEXO e EVIDÊNCIA de que está exercendo sua missão.
  • PESQUISA DE MERCADO: depois de reconhecer o que você tem de melhor a oferecer no mercado, qual seu propósito, e antes de sair abrindo uma PJ com a primeira ideia que vêm à sua mente, é importante pesquisar o mercado e verificar se ele está interessado no que você sabe fazer de melhor ou no seu produto, ou seja, verificar se além de demanda existe real interesse do público que você deseja alcançar.
  • MODELO DE NEGÓCIO: Construa um modelo de negócio bem estruturado para que seja seu norte e sirva de “bússola” para você restruturar sua rota de ação e colocar em prática esta oportunidade de trabalho e rendimento que identificou.
  • OBJETIVOS: Tenha objetivos e saiba quais MOTIVOS, RAZÕES, o porquê e para que você fará este plano de negócio ser uma realidade.
  • PLANEJAMENTO: Planeje METAS de curto, médio, longo prazo alinhadas ao seus objetivos, modelo de negócio, propósito e incluindo seus dons e talentos como ferramentas para colocar ações, tarefas e atividades em prática rumo ao que você quer SER e REALIZAR.
  • ERROS: sim, você vai errar e muitas vezes. Se você conhecer algum empreendedor / empresa que nunca tenham errado algum passo, desconfie. Mas você deve entender e encarar os erros como parte de um grande EXPERIMENTO, como TESTES, como oportunidades de entender o que funciona e o que não funciona para você e para o seu negócio. Eles não devem fazer você desistir, não devem paralisar seu poder de ação, mas sim devem potencializar seu olhar investigativo e levar você a AJUSTAR, REPARAR, MELHORAR para continuar dando passos na sua jornada.
  • CLIENTES: São pessoas como você, tem necessidades e, mais do que comprar um produto ou serviço, eles querem atenção, respeito, compromisso, carinho, serem positivamente surpreendidos e que seja entregue o que eles investiram. Você precisa entender que eles são um dos pilares do seu negócio.
  • CONEXÃO: Você faz parte de uma grande rede e para oferecer o que você tem de melhor, seja em serviço ou em produto, você precisará se CONECTAR o tempo todo. Isso não quer dizer manter-se online e postando o tempo todo nas redes sociais, mas sim genuinamente estar presente nas relações, cuidar delas, dar e receber verdadeiramente, sejam elas online ou offline.
  • RESULTADOS: Eles serão CONSEQUÊNCIA de toda esta jornada que você fará. São proporcionais aos esforços, empenhos, investimentos (seja de tempo, financeiro, emocional, energético, amor, etc), disciplina e continuidade. Resultados precisam ser projetados e acolhidos considerando a realidade e momento de negócio que você esteja. Esperar que seu negócio “bombe” no primeiro mês de estrada, nos 10 primeiros contatos feitos, é simplesmente precipitado. Lembre-se: atletas olímpicos se tornam vencedores após longos anos de treino, e não quando tomam a decisão de serem atletas.

O coaching é uma excelente metodologia de trabalho que ajudará você a ter clareza e encontrar respostas para todos estes passos acima citados, levando você a estruturar sua ROTA DE AÇÃO de modo realista, viável e duradoura. Terei o enorme prazer de ajudar você nesta jornada.

Espero que estas 10 dicas possam contribuir agora mesmo para você realinhar o seu trem nos trilhos ou mesmo pensar em novas rotas de forma estruturada e com as maiores chances de levar você a SER o que você quer ser e REALIZAR o que deseja e sabe fazer de melhor.

Coach de Carreira, Psicóloga
MAMTRA – Programa de Coaching de Realização Pessoal e Profissional
11 97664-1629
contato@mamtra.com.br

Deixe seus comentários. VOCÊ é muito importante por aqui:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading Facebook Comments ...